|
Por Marina Martins Fashion Content

COVID-19: o que podemos fazer para ajudar?

Fashionista, hoje é dia de jogar um papo sério. A pandemia do Coronavírus é uma realidade — e pra lá de complicada. Também conhecido como COVID-19, o problema já está presente em todos os continentes, obrigando muitas pessoas a mudarem as suas rotinas para conseguirem se prevenir e evitar o caos. No mundo da moda, diversos desfiles foram cancelados, marcas fecharam temporariamente as suas portas e, até mesmo, os badalados festivais de música foram adiados, assim como os Jogos Olímpicos de Tóquio. 

A situação é assustadora, não há como negar. Ainda assim, e mesmo dentro de nossas casas, existem algumas atitudes que devem ser tomadas por aqueles que desejam colaborar para que tudo volte aos eixos o mais rápido possível. Hoje, mais do que nunca, precisamos seguir juntas nessa batalha e mostrar que a união também faz a força. Mas, vem cá: quais as melhores saídas do momento? Como fazer a diferença sem ir às ruas? É o que te contamos neste post especial. Continue acompanhando, que a gente te explica!

 

A primeira — e mais forte — recomendação é que as pessoas fiquem em casa. Porém, a gente sabe muito bem que não são todos que possuem o privilégio de fazer home office ou, simplesmente, pedir aquelas férias adiantadas para o big boss. Se você ainda está mantendo a sua rotina de trabalho, tudo bem. Nesse caso, procure permanecer quietinha nos seus dias off, como no sábado ou no domingo. Já no período pós-expediente, esse cuidado também deverá ser mantido, uma vez que, ao sairmos nas ruas, colaboramos para a disseminação do vírus. Aqui, é válido lembrar que a principal arma contra o problema é o bom e velho distanciamento social.

Nas últimas semanas, o mundo virou de ponta-cabeça. Nos jornais, só conseguimos acompanhar notícias nada agradáveis sobre a pandemia — e o mesmo clima se estende para as redes sociais. Fato este, que pode fazer com que muitas pessoas fiquem ansiosas ou desenvolvendo pensamentos nada legais. É claro que você não está a fim de fazer parte desse time, correto? Por isso, a solução é realizar um detox mental diário. Independentemente do que aconteça, tente sempre ver o lado bom da situação, conversar com pessoas “do bem” ou, até mesmo, reservar alguns minutos do dia para cuidar do seu corpo. Caso não faça ideia do que colocar em prática, criamos um post com diversas dicas interessantes e que tornarão a sua quarentena mais soft.

Falando em good vibes, o que você acha de começar, desde já, a seguir perfis capazes de te fazer se sentir melhor? Pode até parecer bobeira, mas, com o passar dos dias e acompanhando notícias boas, o seu cérebro conseguirá “dar uma respirada”, permitindo que o corpo relaxe e você consiga realizar as suas tarefas com mais concentração. No Instagram, por exemplo, há @razoesparaacreditar e o @staythefuckhome_ — página que sempre compartilha inspirações fantásticas sobre o que fazer ao longo do período.

Outra recomendação que não pode ficar de fora da nossa listinha, diz respeito à higiene. Como todo mundo já está cansado de saber, a melhor forma de fugir da contaminação é sempre lavar as mãos. Entre a população, o COVID-19 está se espalhando por meio de gotículas que, ao entrar em contato com a mucosa, permite que o vírus caia em nossa corrente sanguínea.

Sendo assim, a melhor solução do momento é sempre higienizar — muito bem! — as mãos. Ao realizar essa prática, não se esqueça de esfregar o meio dos dedos, a palma e estender a lavagem até o antebraço. Em último caso, e se precisar dar aquele pulinho no supermercado ou farmácia, carregue um álcool em gel no bolso e, em hipótese alguma, toque na face ou coloque o dedo na boca. Combinado? 

 

Antes de finalizar o post, não poderíamos deixar de citar o acúmulo. Em momentos de desespero, há quem saia correndo às ruas para comprar mantimentos, com medo de que os estoques dos supermercados se esgotem e não haja o que comer daqui para frente. Não caia nessa, ok?

Ao termos esse tipo de atitude, um tanto egoísta, fazemos com que muitas pessoas fiquem sem ter o que comprar — especialmente, porque não são todos que possuem condição financeira para fazer uma boa aquisição neste momento caótico. O ideal é investir em uma compra completa, com aqueles itens que são mais consumidos por você e os seus familiares, mas sem cometer exageros. Papel higiênico, arroz, feijão e itens de limpeza são os principais deles. Estamos juntas nessa!